top of page
Buscar
  • marketing834807

O trágico acidente Aeroespacial da Challenger e as lições que dele podemos tirar

O acidente da Challenger, ocorrido em 28 de janeiro de 1986, resultou na destruição completa da aeronave e na perda de sete vidas, com milhões de pessoas (eu era uma delas) assistindo ao vivo pela televisão, somente 73 segundos após o seu lançamento.

Tornou-se a tragédia mais chocante de toda a história da exploração espacial americana. Uma investigação subsequente revelou que uma falha no dimensionamento do composto (material) em um anel de vedação foi a causa principal do desastre. Ou seja, um anel de vedação que custava US$ 0,50 (cinquenta centavos de dólares) causou um prejuízo material de ao menos US$ 3.000.000.000,00 (três bilhões de dólares), sem contar nos prejuízos imateriais, como a perda de vidas e os danos à imagem do programa espacial norte-americano


Ressaltamos que os custos de elementos de vedação em equipamentos estão em média em 0,0000000000001% do valor do equipamento, mas são responsáveis por até 97% das causas raízes dos modos de falha. Os elementos de vedação desempenham um papel crucial na manutenção da integridade de sistemas e equipamentos em diferentes setores, incluindo aeroespacial, petroquímico, automotivo e muitos outros segmentos.



Eles são projetados para evitar vazamentos e garantir que os fluidos ou gases permaneçam contidos em seus respectivos sistemas. É praticamente impossível de se conceber um equipamento, por mais simples que seja, sem a presença de elementos de vedação.

No caso da Challenger, os anéis de vedação foram usados nas juntas dos propulsores sólidos, cruciais para o lançamento seguro da nave espacial. No entanto, os anéis de vedação foram dimensionados inadequadamente, resultando em uma falha de vedação durante o lançamento. A falha permitiu que gases quentes e chamas escapassem do propulsor, danificando o tanque de combustível externo e, por fim, levando à explosão e destruição completa da aeronave.


Esse incidente trágico destaca a importância de um dimensionamento adequado dos elementos de vedação.

A inadequação do dimensionamento pode ter consequências devastadoras, incluindo vazamentos de fluidos perigosos, falhas estruturais e até mesmo perda de vidas humanas.

Ao dimensionar os elementos de vedação corretamente, é essencial considerar fatores como a pressão do sistema, a temperatura de operação, a natureza do fluido ou gás envolvido e as condições de uso. Além disso, é fundamental também realizar testes laboratoriais e simulações para garantir a resistência e a durabilidade das vedações nas condições de operação esperadas.

Investir tempo e recursos adequados no dimensionamento correto dos elementos de vedação evita falhas catastróficas, garantindo a plena segurança dos sistemas e equipamentos, além de prevenir acidentes.

Como especialistas em Vedações Técnicas de Alto Desempenho, a Athon S/A tem a responsabilidade de priorizar a integridade e a segurança na garantia de pleno funcionamento seguro dos seus sistemas e equipamentos. Já temos mais de 3.000 compostos (materiais) diferentes desenvolvidos, ensaiados, testados e homologados por nosso Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento, cada uma para uma aplicação específica, sempre levando em conta as temperaturas de trabalho, as pressões, os fluidos, as condições climáticas, os agentes agressivos, o ciclo de trabalho contínuo, dentre outras variáveis. Em outro artigo detalharemos cada um dos rigorosos ensaios e testes laboratoriais a que são submetidos cada um dos compostos antes de sua homologação.

A lição aprendida com o trágico acidente da Challenger nos lembra da necessidade de cuidadosamente projetar e dimensionar os elementos de vedação, levando em consideração todos os riscos envolvidos. Cuidado com Vedações de "prateleira" (commodities), com Vedações não se brinca, nunca! Sempre é melhor pagar um pouco mais por uma solução MUITO mais segura e confiável. Na Athon S/A mantemos sempre nosso compromisso absoluto em garantir o pleno dimensionamento correto dos elementos de vedação em nossos projetos, contribuindo para a segurança integral e a excelência técnica em sua empresa. Ricardo Santos Ferreira, CEO.


42 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page